Posts Tagged ‘EBITDA

15
ago
09

Resultados do segundo trimestre de 2009: parte 2

– A Brookfield Incorporações (Bovespa: BISA3), atual denominação da incorporadora integrada Brascan Residential Properties obteve lucro líquido de R$ 80,1 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 126,3% em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro semestre do ano, o lucro líquido da Companhia somou R$ 95,3 milhões, avanço de 20,1% ante os seis primeiros meses de 2008. A receita líquida da companhia somou R$ 531,7 milhões entre abril e junho de 2009, valor 75,4% acima do apurado no segundo trimestre do ano passado. No acumulado do primeiro semestre, a receita líquida atingiu R$ 787,9 milhões, volume 48,2% maior ante o mesmo período de 2008. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 127,3 milhões no segundo trimestre, avanço de 84% na comparação com o valor registrado no mesmo período de 2008. A margem EBITDA de 23,9% no período representa um crescimento de 1,1 ponto percentual em relação à margem do segundo trimestre do ano passado.

– A Fertilizantes Heringer SA (Bovespa: FHER3), que está entre as três maiores empresas de fertilizantes do Brasil, atingiu lucro líquido de R$ 60,1 milhões no segundo trimestre de 2009. Nos seis primeiros meses do ano, o lucro líquido somou R$ 64,9 milhões. A receita líquida da Heringer no segundo trimestre totalizou R$ 582,3 milhões, enquanto as entregas somaram 627,4 mil toneladas no período. No semestre, a receita líquida foi de R$ 1,222 bilhão e as entregas atingiram 1,299 milhão de toneladas. Já o volume de vendas dos produtos especiais cresceu 12,9% de abril a junho e 9,7% nos seis primeiros meses do ano. A participação desses produtos nas vendas totais da companhia no segundo trimestre e no primeiro semestre representou 31% e 26%, respectivamente. A companhia registrou ainda um incremento de 21,9% na base de clientes entre abril e junho de 2009. Nos últimos 12 meses, a base de clientes totalizou 38,7 mil, contribuindo para o crescimento da participação de mercado.

 – A Grendene (BOVESPA:GRND3) cresceu 23,9 % em receita líquida, com elevação em todas as margens e geração de caixa nas suas atividades operacionais de R$ 269,5 milhões, aumentando seu saldo de caixa para R$ 996,2 milhões no primeiro semestre de 2009. De acordo com sua nova política, a Companhia efetua a 2ª antecipação de dividendos no valor de R$ 30 milhões. No 2º trimestre de 2009, o volume produzido cresceu 25,4%, com preços unitários 3,3% maiores. Devido ao período de sazonalidade, as exportações foram menores no 2º trimestre do que as registradas no 1º trimestre de 2009, e o fator câmbio teve menor influência nas margens. A Grendene encerra o 1º semestre de 2009 com a venda de 67,9 milhões de pares, crescimento de 4,7% frente a igual período de 2008. Com volume maior e preços unitários 14,8% maiores que igual período de 2008, a Grendene obtêm margem bruta de 41,0% e margem líquida de 19,2% no 1º semestre de 2009. As metas já divulgadas para o período 2009/2013 estão mantidas: crescimento da receita bruta a uma taxa composta média (CAGR) entre 8% e 12% e, também, aumento do Lucro Líquido a uma taxa composta média (CAGR) entre 12 % e 15% para os próximos cinco anos. A Grendene tem o objetivo manter, durante este período, as despesas de propaganda e publicidade, em média, entre 8% e 10% da Receita Líquida.

 – A Wilson, Sons (BMF&Bovespa: “WSON11”), que por meio de suas subsidiárias no Brasil é uma das maiores operadoras integradas de logística portuária e marítima no mercado brasileiro, registrou lucro líquido de US$ 33,1 milhões no segundo trimestre de 2009, valor 29,1% superior ao apurado no mesmo trimestre de 2008. Nos primeiros seis meses de 2009, o lucro líquido somou US$ 49,2 milhões e o EBITDA US$ 67,3 milhões, um avanço de 26,9% e 27,9%, respectivamente, na comparação com igual intervalo do ano anterior.  Sólidos resultados no segmento de offshore e crescimento nas operações do terminal Brasco, ambos favorecidos pela demanda do setor de petróleo e gás, somados à recuperação do volume movimentado nos terminais de contêineres e ao aumento das operações especiais no segmento de rebocagem, foram fatores que contribuíram para o desempenho positivo da companhia neste trimestre. Outro indicador positivo, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 16,5% no segundo trimestre e somou US$ 36,1 milhões. Foi o terceiro trimestre consecutivo de crescimento acima de 10% no EBITDA consolidado da companhia, em relação à igual período do ano anterior.

SLC Agrícola SA (Bovespa: SLCE3), uma das maiores proprietárias de terras do Brasil e uma das maiores produtoras agrícolas brasileiras em termos de área cultivada de algodão, soja e milho, registrou crescimento de 17,4% no lucro bruto do primeiro semestre de 2009, que alcançou R$ 76,7 milhões. Outro destaque do período foi a receita líquida, que subiu 90,8% nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período de 2008, alcançando R$ 311,4 milhões. No segundo trimestre, a receita líquida da companhia foi de R$ 146,7 milhões, o que representa um aumento de 75,6% em relação a igual período de 2008. O lucro bruto, por sua vez, totalizou R$ 1,6 milhões no intervalo entre março e junho deste ano.

Anúncios
06
ago
09

Empresas divulgam resultados do segundo trimestre de 2009

O balanço do segundo trimestre já saiu e as assessorias de imprensa começaram a divulgar os resultados das companhias, com informações sobre crescimento e perspectivas para os próximos meses. Confira os dados da Nivea, American Banknote, Cremer, Profarma, Marisa e do Sistema Educacional Brasileiro (SEB):

A BDF NIVEA Brasil anuncia incremento de 13,2% em seu faturamento no primeiro semestre do ano, resultado que levou ao bom desempenho do grupo Beiersdorf, detentor da marca NIVEA, na América Latina. A região registrou alta de 11,9% nas vendas, faturamento que corresponde a 208 milhões de euros. O Brasil integra o grupo dos 10 países mais importantes para a NIVEA mundial e figura como um dos mais estratégicos para os negócios da Beiersdorf, participando ativamente no desenvolvimento de novos produtos e campanhas publicitárias. Segundo dados Nielsen, de janeiro a junho de 2009 a BDF NIVEA Brasil registrou 21% de crescimento no sell out, índice superior ao obtido pelo mercado local, que teve alta de 15,6% (quando consideradas as principais categorias nas quais a empresa atua, como cuidado corporal, tratamento facial, proteção solar e desodorante). Os resultados obtidos pela BDF NIVEA Brasil estão alinhados com a estratégia de negócios definida para o país, que prevê crescimento anual entre 15% e 20%.

– A American Banknote S.A. (Bovespa: ABNB3), fornecedora de soluções envolvendo cartões plásticos, sistemas de identificação e gestão de serviços gráficos, encerrou o primeiro semestre de 2009 com lucro líquido de R$ 42,6 milhões, um crescimento de 11,8% em relação aos seis primeiros meses de 2008. No segundo trimestre, a companhia obteve lucro líquido de R$ 21 milhões, mantendo-se estável em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 21,1 milhões). No semestre, a receita líquida da empresa somou R$ 361,7 milhões, um crescimento de 20,2% em relação ao acumulado de janeiro a junho de 2008. No segundo trimestre deste ano, a receita líquida da Companhia aumentou de R$ 168,2 milhões para R$ 180,4 milhões na comparação com o segundo trimestre de 2008, subindo 7,3%. Na divisão de cartões, o volume de cartões inteligentes (smart cards) vendidos no segundo trimestre aumentou 45% na comparação com o primeiro trimestre de 2009. O resultado foi impulsionado pelo aumento das vendas aos bancos HSBC, Safra e Unibanco, além do início das vendas de cartões SIM (SIM cards) para a OI.

– A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), fabricante e distribuidora de produtos para a saúde, registrou lucro líquido de R$ 11,5 milhões no segundo trimestre de 2009, um aumento de 72,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o crescimento do lucro líquido foi de 42% na comparação com os seis primeiros meses de 2008, somando R$ 21,7 milhões. A receita bruta da Cremer somou R$ 122 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 16,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o incremento foi de 15,6%, totalizando R$ 234 milhões. A Receita Bruta ligada ao segmento de saúde foi de R$ 107 milhões no trimestre, ou 88% da receita total da Companhia, sendo representada principalmente pelos hospitais, farmácias e dentistas. Com a distribuição integral do lucro líquido do período, maximizando o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), a Cremer pagará R$ 3,2 milhões de JCP e R$ 8,3 milhões de dividendos para os acionistas, resultando em um total de aproximadamente R$ 0,36 bruto por ação. Com esse pagamento, a Cremer acumula no ano uma distribuição de R$ 22,9 milhões em dividendos e JCP, ou aproximadamente R$ 0,72 bruto por ação. A empresa pretende fazer uma distribuição extraordinária adicional de R$ 120 milhões aos acionistas, a ser aprovada em assembléia marcada para o dia 13 de agosto.

– A Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A. (Bovespa: PFRM3) apurou um lucro líquido de R$ 17,9 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 66,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse aumento corresponde a 2,8% da receita operacional líquida, maior margem alcançada pela Companhia em trimestres semelhantes desde 2006. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Profarma também registrou bom desempenho e somou R$ 37,8 milhões entre abril e junho, um aumento de 60% na comparação com o segundo trimestre de 2008. A margem EBITDA registrada no período foi de 5,8%. A receita bruta da Companhia cresceu 15,5% em relação ao trimestre anterior e somou R$ 764,3 milhões. A Profarma gerou, pelo quarto trimestre consecutivo, um fluxo de caixa operacional positivo de R$ 26,3 milhões, acumulando nos primeiros seis meses desse ano uma geração de recursos de R$ 62,9 milhões.

– A Marisa S.A. (BOVESPA: MARI3), rede varejista especializada em moda feminina e íntima, obteve um lucro líquido de R$ 33,7 milhões no primeiro semestre de 2009, resultado 98% maior que o obtido no mesmo período do ano passado, quando somou R$ 17,0 milhões. No segundo trimestre, o lucro líquido da Companhia foi de R$ 43,4 milhões, um aumento de 70,7% em relação ao mesmo período de 2008. A receita líquida de mercadorias e serviços neste semestre alcançou R$ 620,4 milhões, um crescimento de 2,2% sobre o primeiro semestre de 2008. A margem bruta do varejo acumulou ganho de 4 pontos percentuais no ano, passando de 49,2% no primeiro semestre de 2008 para 53,2% no primeiro semestre de 2009. No 2° trimestre de 2009, a receita líquida da Marisa somou R$ 367,3 milhões, crescimento de 3,8% na comparação com o segundo trimestre do ano passado. Já a margem bruta do varejo passou de 51,9% no 2T08 para 54,2% no 2T09, um crescimento de 2,3 pontos percentuais. O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia no segundo trimestre do ano foi de R$ 82,2 milhões, crescimento de 24,6% sobre o mesmo período do ano anterior. No acumulado de janeiro a junho, o EBITDA somou R$ 93 milhões, com crescimento de 52,5%. Na área de serviços, o Cartão Marisa tem aumentado significativamente sua venda de seguros. O cartão co-branded Marisa-Itaucard completou a conversão de mais de 500 mil clientes.

– O SEB – Sistema Educacional Brasileiro (Bovespa: SEBB11), companhia privada do setor de educação, obteve lucro líquido ajustado de R$ 13 milhões no segundo trimestre de 2009, 85,2% maior do que no mesmo período de 2008. O lucro líquido ajustado leva em conta a amortização do ágio das empresas adquiridas e as despesas não-recorrentes da Companhia. No primeiro semestre de 2009, o lucro líquido ajustado somou R$ 27,6 milhões, em comparação aos R$ 21,2 milhões do primeiro semestre do ano anterior, um aumento de 30,3%. O SEB apresentou um crescimento de 31,5% da receita bruta no segundo trimestre de 2009, passando de R$ 75,8 milhões em igual período do ano passado para R$ 99,6 milhões neste ano. No semestre, a receita somou R$ 190,9 milhões, um aumento de 24,8%. Já o EBITDA ajustado (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) saiu de R$ 7,9 milhões para R$ 13,6 milhões na comparação entre o 2T08 e o 2T09, um incremento de 71,9%. A educação básica continua sendo o segmento mais contributivo para as receitas da Companhia, com participação de 41% no segundo trimestre. O Sistema de Ensino responde por 28%, o Ensino Superior, por 16% e o Ensino a Distância (EAD), 15%.




Newsletter

Você quer receber as novidades do Blog Ezecutivos no seu e-mail? Então se cadastre enviando uma mensagem para: ezecutivos@gmail.com

Este espaço é seu!

Grandes empresas e consultorias em recursos humanos: divulguem aqui, gratuitamente, suas vagas para executivos. Entre em contato pelo e-mail: ezecutivos@gmail.com

Arquivo

Audiência

  • 66,530 acessos

Ezecutivos no Twitter

  • Multinacional busca engenheiro de operações logísticas para trabalhar em Minas Gerais. Salário R$ 17 mil: ezecutivos.wordpress.com 8 years ago