Posts Tagged ‘Carreira

12
ago
09

Pesquisa revela eficiência dos coaches: saiba como escolher um…

*Por Daniel Magno,

52% dos executivos buscam o serviço de um coach visando a elevação da sua auto-estima

52% dos executivos buscam o serviço de um coach visando a elevação da sua auto-estima

Por que as pessoas buscam coaching? Como elas escolhem um coach? Como avaliam suas experiências em coaching? Quais benefícios este serviço tem gerado em suas vidas e carreiras? Qual o retorno sobre o investimento feito? Esses e outros questionamentos foram alvo do ICF – International Coaching Federation, organização fundada em 1995, nos Estados Unidos, que reúne 13 mil coaches de todo o mundo, em mais de 90 países. A ICF realizou uma pesquisa global on-line, entre setembro e novembro de 2008, com 2.165 clientes de coaching em 64 países. Os principais resultados você vê a seguir:

Perfil dos executivos que buscam por coaching:

– 70% dos clientes estão entre 36 e 55 anos de idade

– 82% são de nível universitário, MBA ou doutorado.

– 52% buscaram coaching visando: o aumento de auto-estima e autoconfiança, equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, acesso a melhores oportunidades de carreira e desenvolvimento de competências de liderança.

– 96% dos clientes indicaram que se submeteriam ao coaching novamente.

– 68% indicaram um ROI – Return Of Investment ou Retorno do Investimento – de 100%, ou seja, no mínimo tiveram retorno integral do que foi pago pelo coaching.

– Na média geral o retorno individual sobre o investimento indicado pelos clientes foi de 344%, ou seja, um benefício esperado de mais de três vezes sobre o que foi investido.

No entanto, é imprescindível saber escolher o profissional de coach para não ter arrependimentos e prejuízos futuros. Abaixo seguem algumas dicas para reduzir os riscos:

  1. Peça indicações para outros executivos. Troque informações sobre os coaches já contratados por seus amigos e conhecidos. Pesquise o nome do consultor e da empresa na internet, para levantar possíveis queixas e denúncias.
  2. Tenha uma conversa prévia com o coach que pretende contratar e analise a sua abordagem. Veja se houve empatia entre você e o consultor, perceba se ele sabe escutar, observe a sua linguagem corporal. É aquele primeiro contato e a impressão da conversa.
  3. Construa uma aliança com o coach. Tenha a certeza de que seus assuntos serão tratados de forma profissional e acima de tudo confidencial. O direito ao sigilo é uma peça chave nesta aliança.
  4. Verifique se o coach tem um trabalho estruturado em etapas, se ele apresenta ferramentas de apoio e se tem a formação adequada para conduzir trabalhos desta natureza, tais como certificações e horas de coaching.
  5. Sinta firmeza de que o coach entendeu o que você quer desenvolver e lhe apresentou alguns casos semelhantes, indicando resultados obtidos. A efetividade nos resultados também pode vir da pessoa que indicou o coach.

* Daniel Magno é sócio-diretor da Maxxima, empresa especializada gestão de carreiras e projetos de recursos humanos. É administrador de empresas, recrutador de executivos, especialista em transição de carreira e career coach. Além de ser parceiro e colaborar do Blog Ezecutivos.

Anúncios
04
ago
09

blog ezecutivos vai publicar artigos em inglês sobre carreira

A partir deste mês o Blog Ezecutivos passa a publicar artigos em inglês, sobre temas atuais e de autoria de experts em carreiras, que orientam executivos na contramão do outplacement. Os textos buscam também ativar o seu network e dar dicas para as situações clássicas de downsizing (demissões conjunturais para readequação da empresa ao mercado, geralmente após fusões, aquisições, incorporações e até fechamento de negócios).  Estes artigos serão publicados, mensalmente, na seção “Acontece no mundo”.

Esta é uma parceria entre o Blog Ezecutivos e a Maxxima Gestão de Carreiras, empresa baiana e pioneira na implantação de um novo modelo de consultoria em Recursos Humanos, com foco em programas destinados à transição e desenvolvimento de carreira. Quem está a frente da Maxxima é o consultor Daniel Magno, que também passa a contribuir com artigos de sua autoria, com exclusividade para o Blog Ezecutivos.

Confira amanhã o primeiro artigo em inglês com o título: “13 Myths and Facts About Downsizing”, de Wayne F. Cascio.

27
jul
09

Você está preparado para o mundo corporativo em 2020?

Carlos Cruz: "Aprenda a lidar com a autonomia"

Carlos Cruz: "Aprenda a lidar com a autonomia"

“Trabalhar com prazer e liberdade para buscar a realização, sem perder de vista os resultados esperados, tomará conta da nossa realidade”

* Por Carlos Cruz

Caminhamos para um futuro em que não haverá mais espaço para o velho discurso: “A empresa não me reconhece. Não contribui com o desenvolvimento da minha carreira”. Foi-se o tempo em que o lema era vida na empresa. A tendência é de que a responsabilidade pela carreira passe a ser do próprio indivíduo. Até 2020, com o mundo cada dia mais veloz e interligado, essa história de emprego como fonte de renda deve não existir mais. O lema será: trabalhe com amor, foque em resultados e cobre por isso.
 
A realidade profissional no futuro
 
Trabalhar com prazer e liberdade para buscar a realização sem perder de vista os resultados esperados tomará conta da nossa realidade. Os 30 dias de férias por ano perderão lugar para a possibilidade de tirá-las em qualquer período do ano. Pensar desta forma parece uma ilusão e você pode se perguntar: como vou pagar as contas no final do mês? Esse será o nosso desafio, aprender a lidar com a autonomia para saber dividir o trabalho com as outras áreas da vida e, ainda assim, aumentar a rentabilidade com qualidade de vida.
 
Não teremos mais de cumprir horários rígidos e o que vai nos governar é a nossa própria responsabilidade.  Estabeleceremos nossos próprios horários, cientes dos prazos estabelecidos, ou seja, o que será levado em conta serão apenas os resultados. Dessa maneira, cada indivíduo será chefe de si próprio e, por isso, deverá saber se auto-disciplinar.
As hierarquias rígidas e autoritárias já estão perdendo espaço para outras mais flexíveis. Será a era da prestação de serviços, projetos de trabalho com prazos determinados, em muitos casos como freelance, no esquema colaborativo. A pergunta que não me cala é: Você hoje está preparado para as tendências do futuro?
 
Sistema de remuneração
 
Esqueça os valores fixos pagos mês a mês e aprenda a negociar uma remuneração por trabalhos realizados. Diga adeus ao holerite. Dados do governo dos Estados Unidos mostram que pelo menos um terço dos americanos se consideram trabalhadores independentes, uma categoria que inclui autônomos, pessoas que fazem serviço por empreitadas e profissionais temporários. Já no Brasil, o IBGE realizou uma pesquisa com os dados do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica e mostrou que, de 2000 a 2006, ele aumentou de 3,7 milhões de pessoas para 5,1 milhões de pessoas.
 
Eu tive apenas um registro na minha carteira de trabalho e desde cedo trabalho como empregador independente, ou seja, presto serviços com foco em resultados e cobro por isso. Confesso que não foi fácil aprender a administrar o tempo e a ter disciplina, mas hoje não fico limitado apenas a uma instituição e posso aprender com a realidade de diversas empresas, pulverizando a minha rentabilidade.
 
No começo vivi um momento de muita insegurança. É um exercício penoso de desapego para quem ainda se baseia no salário fixo. Vale à pena analisar os prós e contras e, até mesmo, criar uma estratégia para se adequar a essas tendências. A princípio pode parecer que existem mais contras do que prós, mas com o tempo asseguro que isso pode mudar e muito. A minha estratégia para ter essa tranqüilidade financeira foi encontrar clientes que estão se adequando a essa nova realidade e, em alguns casos, propor essa nova forma de trabalho como uma experiência. Como deu certo, fechei contratos de trabalho com um prazo e metas definidas.
 
A tecnologia a favor
 
As tecnologias como smartphones, notebooks mais em conta e conexão wi-fi abundante acabarão com o velho hábito de trabalhar apenas da porta da empresa para dentro. Demorei em adquirir o meu smartphone, mas hoje vejo toda a praticidade que ele oferece. Isso porque não preciso estar no escritório para responder e-mails, ou seja, posso levar meu carro para lavar às 15 horas e, enquanto espero, posso adiantar minhas atividades por e-mail.
 
Obviamente que algumas profissões ainda não estão alinhadas com essa realidade, por serem muito manuais e operacionais. Reflita sobre a sua realidade hoje e faça as escolhas profissionais baseadas em seus valores, ou seja, com o que realmente importa para você. Afinal de contas, as novas tecnologias vão ampliar ainda mais as possibilidades de trabalhar ao redor do globo, em qualquer horário.
 
A combinação que você precisa
 
Os profissionais com mais tempo de experiência e condicionados com o velho modelo de trabalho estão tendo que aprender com a nova geração, que normalmente já tem a combinação tecnologia-velocidade-flexibilidade-cooperação.
 
Desenvolva a sua capacidade de cooperação e assuma uma posição pró-ativa, a fim de encontrar novas formas de trabalho. Atitudes como essa são fundamentais para que você alcance mais resultados e, consequentemente, sua auto-realização.
* Carlos Cruz é coach executivo, coach de equipes e conferencista em desenvolvimento humano



Newsletter

Você quer receber as novidades do Blog Ezecutivos no seu e-mail? Então se cadastre enviando uma mensagem para: ezecutivos@gmail.com

Este espaço é seu!

Grandes empresas e consultorias em recursos humanos: divulguem aqui, gratuitamente, suas vagas para executivos. Entre em contato pelo e-mail: ezecutivos@gmail.com

Arquivo

Audiência

  • 66,530 acessos

Ezecutivos no Twitter

  • Multinacional busca engenheiro de operações logísticas para trabalhar em Minas Gerais. Salário R$ 17 mil: ezecutivos.wordpress.com 8 years ago