Archive for the 'Cenário' Category

15
ago
09

Resultados do segundo trimestre de 2009: parte 2

– A Brookfield Incorporações (Bovespa: BISA3), atual denominação da incorporadora integrada Brascan Residential Properties obteve lucro líquido de R$ 80,1 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 126,3% em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro semestre do ano, o lucro líquido da Companhia somou R$ 95,3 milhões, avanço de 20,1% ante os seis primeiros meses de 2008. A receita líquida da companhia somou R$ 531,7 milhões entre abril e junho de 2009, valor 75,4% acima do apurado no segundo trimestre do ano passado. No acumulado do primeiro semestre, a receita líquida atingiu R$ 787,9 milhões, volume 48,2% maior ante o mesmo período de 2008. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 127,3 milhões no segundo trimestre, avanço de 84% na comparação com o valor registrado no mesmo período de 2008. A margem EBITDA de 23,9% no período representa um crescimento de 1,1 ponto percentual em relação à margem do segundo trimestre do ano passado.

– A Fertilizantes Heringer SA (Bovespa: FHER3), que está entre as três maiores empresas de fertilizantes do Brasil, atingiu lucro líquido de R$ 60,1 milhões no segundo trimestre de 2009. Nos seis primeiros meses do ano, o lucro líquido somou R$ 64,9 milhões. A receita líquida da Heringer no segundo trimestre totalizou R$ 582,3 milhões, enquanto as entregas somaram 627,4 mil toneladas no período. No semestre, a receita líquida foi de R$ 1,222 bilhão e as entregas atingiram 1,299 milhão de toneladas. Já o volume de vendas dos produtos especiais cresceu 12,9% de abril a junho e 9,7% nos seis primeiros meses do ano. A participação desses produtos nas vendas totais da companhia no segundo trimestre e no primeiro semestre representou 31% e 26%, respectivamente. A companhia registrou ainda um incremento de 21,9% na base de clientes entre abril e junho de 2009. Nos últimos 12 meses, a base de clientes totalizou 38,7 mil, contribuindo para o crescimento da participação de mercado.

 – A Grendene (BOVESPA:GRND3) cresceu 23,9 % em receita líquida, com elevação em todas as margens e geração de caixa nas suas atividades operacionais de R$ 269,5 milhões, aumentando seu saldo de caixa para R$ 996,2 milhões no primeiro semestre de 2009. De acordo com sua nova política, a Companhia efetua a 2ª antecipação de dividendos no valor de R$ 30 milhões. No 2º trimestre de 2009, o volume produzido cresceu 25,4%, com preços unitários 3,3% maiores. Devido ao período de sazonalidade, as exportações foram menores no 2º trimestre do que as registradas no 1º trimestre de 2009, e o fator câmbio teve menor influência nas margens. A Grendene encerra o 1º semestre de 2009 com a venda de 67,9 milhões de pares, crescimento de 4,7% frente a igual período de 2008. Com volume maior e preços unitários 14,8% maiores que igual período de 2008, a Grendene obtêm margem bruta de 41,0% e margem líquida de 19,2% no 1º semestre de 2009. As metas já divulgadas para o período 2009/2013 estão mantidas: crescimento da receita bruta a uma taxa composta média (CAGR) entre 8% e 12% e, também, aumento do Lucro Líquido a uma taxa composta média (CAGR) entre 12 % e 15% para os próximos cinco anos. A Grendene tem o objetivo manter, durante este período, as despesas de propaganda e publicidade, em média, entre 8% e 10% da Receita Líquida.

 – A Wilson, Sons (BMF&Bovespa: “WSON11”), que por meio de suas subsidiárias no Brasil é uma das maiores operadoras integradas de logística portuária e marítima no mercado brasileiro, registrou lucro líquido de US$ 33,1 milhões no segundo trimestre de 2009, valor 29,1% superior ao apurado no mesmo trimestre de 2008. Nos primeiros seis meses de 2009, o lucro líquido somou US$ 49,2 milhões e o EBITDA US$ 67,3 milhões, um avanço de 26,9% e 27,9%, respectivamente, na comparação com igual intervalo do ano anterior.  Sólidos resultados no segmento de offshore e crescimento nas operações do terminal Brasco, ambos favorecidos pela demanda do setor de petróleo e gás, somados à recuperação do volume movimentado nos terminais de contêineres e ao aumento das operações especiais no segmento de rebocagem, foram fatores que contribuíram para o desempenho positivo da companhia neste trimestre. Outro indicador positivo, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 16,5% no segundo trimestre e somou US$ 36,1 milhões. Foi o terceiro trimestre consecutivo de crescimento acima de 10% no EBITDA consolidado da companhia, em relação à igual período do ano anterior.

SLC Agrícola SA (Bovespa: SLCE3), uma das maiores proprietárias de terras do Brasil e uma das maiores produtoras agrícolas brasileiras em termos de área cultivada de algodão, soja e milho, registrou crescimento de 17,4% no lucro bruto do primeiro semestre de 2009, que alcançou R$ 76,7 milhões. Outro destaque do período foi a receita líquida, que subiu 90,8% nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período de 2008, alcançando R$ 311,4 milhões. No segundo trimestre, a receita líquida da companhia foi de R$ 146,7 milhões, o que representa um aumento de 75,6% em relação a igual período de 2008. O lucro bruto, por sua vez, totalizou R$ 1,6 milhões no intervalo entre março e junho deste ano.

Anúncios
08
ago
09

Lopes lança dois novos negócios na Bahia

imóveisA Lopes Consultoria de Imóveis, que completou dois anos de atuação no mercado baiano no mês passado, lança dois novos negócios no Estado: a Pronto Imóveis, que como o próprio nome evidencia, vai comercializar imóveis já finalizados (novos e usados), e a CrediPronto, joint venture entre a Lopes e o Itaú Unibanco.

Danilo Saito, diretor de atendimento da Lopes na Bahia, explica que o objetivo da Pronto Imóveis é estruturar uma operação com capacidade para auxiliar os incorporadores e construtoras a desovarem os estoques de imóveis prontos. A marca já está em funcionamento nas cidades de São Paulo, Santos, São José dos Campos, Belo Horizonte, Goiânia, Florianópolis e Curitiba. Os novos pontos de expansão, além de Salvador, são Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Vitória, Campinas, Fortaleza e Brasília.

Já a CrediPronto, joint venture formada pela Lopes e Itau Unibanco, visa a concessão de financiamentos imobiliários em até 28 dias. Saito informa que a empresa atuará como uma rede de pontos-de-vendas, especializadas por bairros, que oferece aos clientes desde a busca pelo imóvel até o financiamento e assessoria jurídica e financeira.

06
ago
09

Empresas divulgam resultados do segundo trimestre de 2009

O balanço do segundo trimestre já saiu e as assessorias de imprensa começaram a divulgar os resultados das companhias, com informações sobre crescimento e perspectivas para os próximos meses. Confira os dados da Nivea, American Banknote, Cremer, Profarma, Marisa e do Sistema Educacional Brasileiro (SEB):

A BDF NIVEA Brasil anuncia incremento de 13,2% em seu faturamento no primeiro semestre do ano, resultado que levou ao bom desempenho do grupo Beiersdorf, detentor da marca NIVEA, na América Latina. A região registrou alta de 11,9% nas vendas, faturamento que corresponde a 208 milhões de euros. O Brasil integra o grupo dos 10 países mais importantes para a NIVEA mundial e figura como um dos mais estratégicos para os negócios da Beiersdorf, participando ativamente no desenvolvimento de novos produtos e campanhas publicitárias. Segundo dados Nielsen, de janeiro a junho de 2009 a BDF NIVEA Brasil registrou 21% de crescimento no sell out, índice superior ao obtido pelo mercado local, que teve alta de 15,6% (quando consideradas as principais categorias nas quais a empresa atua, como cuidado corporal, tratamento facial, proteção solar e desodorante). Os resultados obtidos pela BDF NIVEA Brasil estão alinhados com a estratégia de negócios definida para o país, que prevê crescimento anual entre 15% e 20%.

– A American Banknote S.A. (Bovespa: ABNB3), fornecedora de soluções envolvendo cartões plásticos, sistemas de identificação e gestão de serviços gráficos, encerrou o primeiro semestre de 2009 com lucro líquido de R$ 42,6 milhões, um crescimento de 11,8% em relação aos seis primeiros meses de 2008. No segundo trimestre, a companhia obteve lucro líquido de R$ 21 milhões, mantendo-se estável em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 21,1 milhões). No semestre, a receita líquida da empresa somou R$ 361,7 milhões, um crescimento de 20,2% em relação ao acumulado de janeiro a junho de 2008. No segundo trimestre deste ano, a receita líquida da Companhia aumentou de R$ 168,2 milhões para R$ 180,4 milhões na comparação com o segundo trimestre de 2008, subindo 7,3%. Na divisão de cartões, o volume de cartões inteligentes (smart cards) vendidos no segundo trimestre aumentou 45% na comparação com o primeiro trimestre de 2009. O resultado foi impulsionado pelo aumento das vendas aos bancos HSBC, Safra e Unibanco, além do início das vendas de cartões SIM (SIM cards) para a OI.

– A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), fabricante e distribuidora de produtos para a saúde, registrou lucro líquido de R$ 11,5 milhões no segundo trimestre de 2009, um aumento de 72,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o crescimento do lucro líquido foi de 42% na comparação com os seis primeiros meses de 2008, somando R$ 21,7 milhões. A receita bruta da Cremer somou R$ 122 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 16,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, o incremento foi de 15,6%, totalizando R$ 234 milhões. A Receita Bruta ligada ao segmento de saúde foi de R$ 107 milhões no trimestre, ou 88% da receita total da Companhia, sendo representada principalmente pelos hospitais, farmácias e dentistas. Com a distribuição integral do lucro líquido do período, maximizando o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), a Cremer pagará R$ 3,2 milhões de JCP e R$ 8,3 milhões de dividendos para os acionistas, resultando em um total de aproximadamente R$ 0,36 bruto por ação. Com esse pagamento, a Cremer acumula no ano uma distribuição de R$ 22,9 milhões em dividendos e JCP, ou aproximadamente R$ 0,72 bruto por ação. A empresa pretende fazer uma distribuição extraordinária adicional de R$ 120 milhões aos acionistas, a ser aprovada em assembléia marcada para o dia 13 de agosto.

– A Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A. (Bovespa: PFRM3) apurou um lucro líquido de R$ 17,9 milhões no segundo trimestre de 2009, crescimento de 66,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse aumento corresponde a 2,8% da receita operacional líquida, maior margem alcançada pela Companhia em trimestres semelhantes desde 2006. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Profarma também registrou bom desempenho e somou R$ 37,8 milhões entre abril e junho, um aumento de 60% na comparação com o segundo trimestre de 2008. A margem EBITDA registrada no período foi de 5,8%. A receita bruta da Companhia cresceu 15,5% em relação ao trimestre anterior e somou R$ 764,3 milhões. A Profarma gerou, pelo quarto trimestre consecutivo, um fluxo de caixa operacional positivo de R$ 26,3 milhões, acumulando nos primeiros seis meses desse ano uma geração de recursos de R$ 62,9 milhões.

– A Marisa S.A. (BOVESPA: MARI3), rede varejista especializada em moda feminina e íntima, obteve um lucro líquido de R$ 33,7 milhões no primeiro semestre de 2009, resultado 98% maior que o obtido no mesmo período do ano passado, quando somou R$ 17,0 milhões. No segundo trimestre, o lucro líquido da Companhia foi de R$ 43,4 milhões, um aumento de 70,7% em relação ao mesmo período de 2008. A receita líquida de mercadorias e serviços neste semestre alcançou R$ 620,4 milhões, um crescimento de 2,2% sobre o primeiro semestre de 2008. A margem bruta do varejo acumulou ganho de 4 pontos percentuais no ano, passando de 49,2% no primeiro semestre de 2008 para 53,2% no primeiro semestre de 2009. No 2° trimestre de 2009, a receita líquida da Marisa somou R$ 367,3 milhões, crescimento de 3,8% na comparação com o segundo trimestre do ano passado. Já a margem bruta do varejo passou de 51,9% no 2T08 para 54,2% no 2T09, um crescimento de 2,3 pontos percentuais. O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia no segundo trimestre do ano foi de R$ 82,2 milhões, crescimento de 24,6% sobre o mesmo período do ano anterior. No acumulado de janeiro a junho, o EBITDA somou R$ 93 milhões, com crescimento de 52,5%. Na área de serviços, o Cartão Marisa tem aumentado significativamente sua venda de seguros. O cartão co-branded Marisa-Itaucard completou a conversão de mais de 500 mil clientes.

– O SEB – Sistema Educacional Brasileiro (Bovespa: SEBB11), companhia privada do setor de educação, obteve lucro líquido ajustado de R$ 13 milhões no segundo trimestre de 2009, 85,2% maior do que no mesmo período de 2008. O lucro líquido ajustado leva em conta a amortização do ágio das empresas adquiridas e as despesas não-recorrentes da Companhia. No primeiro semestre de 2009, o lucro líquido ajustado somou R$ 27,6 milhões, em comparação aos R$ 21,2 milhões do primeiro semestre do ano anterior, um aumento de 30,3%. O SEB apresentou um crescimento de 31,5% da receita bruta no segundo trimestre de 2009, passando de R$ 75,8 milhões em igual período do ano passado para R$ 99,6 milhões neste ano. No semestre, a receita somou R$ 190,9 milhões, um aumento de 24,8%. Já o EBITDA ajustado (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) saiu de R$ 7,9 milhões para R$ 13,6 milhões na comparação entre o 2T08 e o 2T09, um incremento de 71,9%. A educação básica continua sendo o segmento mais contributivo para as receitas da Companhia, com participação de 41% no segundo trimestre. O Sistema de Ensino responde por 28%, o Ensino Superior, por 16% e o Ensino a Distância (EAD), 15%.

09
jun
09

Economistas divergem sobre os efeitos da compra do Ponto Frio pelo Pão de Açúcar

Deu na Agência Estado…

Ponto Frio foi vendido por R$ 824,5 milhões ou R$ 9,4 mil por ação

Ponto Frio foi vendido por R$ 824,5 milhões ou R$9,4 mil por ação

A aquisição da rede varejista de produtos eletrônicos e eletrodomésticos Ponto Frio, anunciada ontem (8/6/09) pelo Grupo Pão de Açúcar, provocou divergência entre as opiniões de economistas, em relação aos efeitos desta fusão para os consumidores.

Francisco Barone, da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (Ebape), da Fundação Getulio Vargas, acredita que a aquisição faz com que  o setor de eletroletrônicos fique cada vez mais oligopolizado.  “Isso significa que são poucas empresas que dominam o setor. Para o consumidor, isso não é bom, porque acaba inibindo a concorrência”, avaliou.

Segundo Barone, quanto menor o número de empresas de um determinado setor no mercado, a tendência é de todas convergirem para um preço médio. O resultado pode ser a manutenção ou mesmo um aumento de preço ao consumidor final. “É a mesma coisa com as empresas de petróleo. A gasolina tem, mais ou menos, o mesmo preço, porque são poucas as distribuidoras”, disse.

Já o coordenador do curso de MBA Empresarial em Branding (processo de construção de marca), da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), José Roberto Martins, acredita que a aquisição do Ponto Frio pelo Pão de Açúcar será interessante para o consumidor. “Porque é mais uma alternativa de compras de uma empresa que vai ter um custo equivalente às melhores ofertas do mercado”.

Na opinião de Martins, o Grupo Pão de Açúcar conseguirá, com isso, negociar grandes descontos com os fabricantes, que acabam sendo repassados aos consumidores por meio de ofertas promocionais, a preços atraentes. “Então, para o consumidor, são só vantagens”.

Continue lendo esta matéria aqui

Leia também:

Shell compra subsidiária da Cosan por R$150 milhões

Sanofi-aventis adquire o laboratório Medley no Brasil por R$ 1,5 bilhão

Especialista desqualifica ranking das marcas mais valiosas do Brasil

25
maio
09

Executivas brasileiras se sentem mais bem-sucedidas do que as do resto do mundo

Deu no blog  Gestão de Pessoas e Negócios

Cerca de 90% das executivas brasileiras confiam no próprio taco

Cerca de 90% das executivas brasileiras confiam no próprio taco

Pesquisa realizada pela empresa de tecnologia Accenture revelou que 72% das executivas brasileiras acreditam que suas carreiras são bem ou muito bem-sucedidas, ante uma proporção de 59% das profissionais de todo o mundo. A pesquisa foi realizada com mais de 3,6 mil profissionais de médias e grandes empresas em 18 países da Europa, Ásia, América do Norte e do Sul e África.

Do total de executivas brasileiras que se consideram muito bem-sucedidas, 46% afirmaram que seus trabalhos requerem uma dedicação além das responsabilidades esperadas. Mesmo assim,  em geral responderam que são confiantes em suas habilidades e potenciais, o que inclui capacidade de administrar prazos, delegar funções e negociar.

Continue lendo esta matéria…

Participe da nossa enquete:

21
maio
09

Holiday Inn Salvador oferece desconto para quem gosta de cultura

O Holiday Inn Salvador está localizado em frente ao Centro de Convenções da Bahia

O Holiday Inn Salvador está localizado em frente ao Centro de Convenções da Bahia

O Holiday Inn Salvador, hotel que atende principalmente o público executivo, oferece desconto para os hóspedes que  investem nas opções culturais da capital baiana.

Como funciona?

Depois de curtir o programa favorito, o turista ou visitante que apresentar o ingresso de show, teatro, museu, cinema ou exposição, utilizado no mesmo dia, ganhará 10% de desconto no valor da hospedagem durante o final de semana.

Quanto vou pagar?

A diária sairá por R$139, em apartamento individual ou duplo, categoria standard, incluindo café da manhã e uma vaga no estacionamento.

Até quando?

A promoção é válida até 31 de julho de 2009.

Informações e reservas:
Tel.: (71) 4009-4488

20
maio
09

Shell compra subsidiária da Cosan por R$150 milhões

shellA Shell Brasil anuncia hoje (20/05/09) a conclusão das negociações com a subsidiária responsável pela distribuição de combustíveis de aviação da Cosan, maior grupo sucroalcooleiro individual do país, que ocupa lugar de destaque no cenário internacional sendo a maior produtora e exportadora de açúcar e álcool de cana do mundo e maior geradora mundial de energia elétrica a partir do bagaço de cana.

O segmento de distribuição de combustíveis de aviação pertenceu à Esso até abril de 2008, quando foi vendido à Cosan. O valor da transação é de aproximadamente R$ 150 milhões. Com a aquisição, a Shell Aviation fortalece sua posição no mercado brasileiro.




Newsletter

Você quer receber as novidades do Blog Ezecutivos no seu e-mail? Então se cadastre enviando uma mensagem para: ezecutivos@gmail.com

Este espaço é seu!

Grandes empresas e consultorias em recursos humanos: divulguem aqui, gratuitamente, suas vagas para executivos. Entre em contato pelo e-mail: ezecutivos@gmail.com

Mais clicadas

Arquivo

Audiência

  • 66,527 acessos

Ezecutivos no Twitter

  • Multinacional busca engenheiro de operações logísticas para trabalhar em Minas Gerais. Salário R$ 17 mil: ezecutivos.wordpress.com 8 years ago